Publicações
Domingo, 18 Março 2018

Sistemas de encontrar desaparecidos são falhos

Duas famílias, uma dor. A angústia sofrida por parentes de Guilherme e Nicole é inexplicável. No intervalo de um mês, as crianças desapareceram em João Pessoa. O menino estava brincando próximo a sua casa, no dia 10 de fevereiro, no bairro Costa e Silva, quando sumiu. A menina, se encontrava em uma agência da Caixa Econômica Federal quando foi vista pela última vez em 09 de março. Até hoje, o paredeiro das vítimas é desconhecido.

Sexta, 16 Março 2018

Senado Federal: Designada relatora para proposta do CFM que tenta coibir desaparecimento de crianças

A proposta do Conselho Federal de Medicina (CFM) sobre ações em busca de crianças desaparecidas deu seu primeiro passo importante. Foi designada relatora, a Senadora Kátia Abreu (Sem Partido/TO), na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado Federal (CDH).

Sexta, 16 Março 2018

Polícia aguarda DNA para confirmar se corpo é de criança desaparecida

O delegado regional de Arapiraca, Thiago Prado, informou, nesta sexta-feira (16), que vai aguardar o laudo do DNA para saber se a ossada encontrada na noite de ontem (15), em Igaci, é ou não da garota Cleiciane Pereira, de 10 anos, desaparecida desde junho de 2017. O Instituto Médico Legal (IML) deu o prazo de 30 dias para dar o resultado do exame.

Quinta, 15 Março 2018

CDH aprova reformulação do Cadastro Nacional de Pessoas Desaparecidas

A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) aprovou nesta quarta-feira (14) projeto que cria a Política Nacional de Busca de Pessoas Desaparecidas e reformula o Cadastro Nacional de Pessoas Desaparecidas. O Projeto de Lei da Câmara (PLC) 144/2017 foi aprovado com emenda de redação da relatora, senadora Kátia Abreu (sem partido-TO). A matéria tem sido tratada no âmbito da Comissão de Ações Sociais do Conselho Federal de Medicina (CFM) que desenvolve, desde 2011, campanha de combate ao desaparecimento de crianças e adolescentes.

Quarta, 14 Março 2018

No Rio Grande do Sul, quase 17 mil crianças e jovens desapareceram em três anos

Evento em Porto Alegre debate problemáticas e políticas públicas sobre crianças desaparecidas. Estima-se que, a cada dia, 12 crianças e adolescentes desaparecem no Rio Grande do Sul. Os pais nunca cessam de procurá-los.

Realização:

Apoio:

FECHAR X